Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009

O BANHO DO BEBÊ, ASSADURAS, CÓLICAS, FEBRES, SOLUÇOS, VÔMITOS, DIARRÉIA E PRISSÃO DE VENTRE, GRIPES E RESFRIADOS E BRONQUITE

                                                                         Walkiria assunção

 

 

" Nos primeirs dias, até que o ordão umbilical aia, você dará banho nele com muito cidado. Coloque na banheira água morna fervida.  Deixe preparada a toalha, paa secá-lo assim que tirá-lo da banheira, a roupinha que o bebê deverá vestir desobrada e desabotoada.

  Segure o bebê ainda vestido com seubraço esquerdo com a cabecinha apoiada em sua mão esqueda, apoiando- junto ao corpo. Faça com que sua cabecinha, fique de mod que você possa ensabo-á-la. Passe o sabonete e massageie suavemente, enxaguando com mais água morna. Enxugue a cabecinha suavemente, numa ponta da toalha a seu lado.

   Verefique se a água esfriou, levante o bêbe  e acrescente mais água quente. Deite o bebê sobre a água seguando-lhe bem, lave o pescoço, o peito, as axilas, braços e mãos, no caso de menina lave muito bem entre o pequeno e grande lábios e na virilia. N o caso do menino, lave bem as virilias, empurre a pele do pênis para cima e lave bem lavado, caso esteja presa vai fazendo em cada banho ma pressão para a pele soltar, para a higiene ser feita. Caso a pele insista em não soltar ,pergunte ao pediatra um metódo mais eficaz.   Vire o bebê  e ensaboe as costas, o bumbum . No caso do meino a mãe tem que fcar atenta para ver se os testiclos estão se desenvolvendo, caso note a ausencia de um não deixe comunicar o médico para que ele possa aompanha esseprocesso.

 

 

1 . ASSADURAS: aassadura é geralmente resultado do contato prolongado das fezes com a pele, agravando pela amônia existente na urina. A  assadura tem seu melhor remédio na prevenção. Basta asseio rigoroso, para evitá-las. Troque as fraudas logo que o bebê evacuar e antes de cada mamada, se apenas estiverem molhadas, limpando a área com algodão úmido. No entanto, as vezes, um pequeno atraso na troca já pode provocar  assadura. Nesse caso, usar uma pomada especial endicada pelo médico. Nesse caso, mesmo a urina agrava a assadura e incomoda o bebê. Troquie-o então, com mais frequência. 

 

2. CÓLICAS: um dos problemas mais comuns no recém nascidos são as cólicas. Elas são realmente dolorss, provocando choro fortes no bebê. As cólicas são resultantes das contrações da musculaturas intestinal ou de gases.

 mSe o bebê é amamentado ao seio, um dos cuidados para evitar cólicas é colocá-lo para arrotar após as mamadas, como indicamos acima. Se for alimentado com maadeiras, estas deverão ser cuidadosamente preparadas, nas dosagens certas, de preferência com acçucar especial não fermentiscível; o furo do bico deve ser pequeno, de modo a que não entre muito ar durante a mamada. Uma medida eficaz para atenar as cólicas dos bebês é deitá-los de bruços. Não tenha medo que o bebê não sufoca. Com poucos dias de vida eleé capaz de levantar a cabecinha e virá-la para o outro lado.

 Além dessas medidas, caso as cólicas persistam, você deverá pedir ao médico que prrescreva um medicamento para aliviar as cólicas do bebê.

 

3. FEBRE: Ás vezes, o bebêpode apresentar temperatura um pouco relevada, sem causa aparente. A primeira medida é reduzir o agasalho do bebê e oferecer água. Se a temperatura não abaixar dentro de dez minutos, procure o médico.

 

4. SOLUÇOS: é muito comum o soluç no bebê, geralmente após a mamada. Geralmente, é provocao por ingestão de ar durante a mamada. Em alguns casos, aparece os soluços quando o bebê estácom frio ou molhado. A primeira medida é tentar que a criança arrote, como mostramos acima. asae ela estiver com frio ou molhada, tocá-la e agasalhá-la, principalmente os pés.

 

5. VÔMITOS: o vômitto é um problema apresentado por muitos recém nascidos. Se  ele é apenas deido a umdistúrbio alimetar casional, não deve causar alarme. Se, entretato, é frequente, pode provocar desidratação e exige cuidados médios. Se os vômitos ocorrerem após todas as mamadas, podemser provocados por estreitamento do piloro, caso em que talvez seja necessário submeter o bebê a pequena  interenção cirúrgica.

 

6. DIARRÉIA: o bebê pode evacuar várias vezes ao dia, sm que isso signifique que ele está com diarréia. Essa pode ser pela aparência das fezes. Fezes normais do bebê tem cor amarelo claro e são pastosas, com aspecto homogêneo. A diarréia pode ser de vários tipos: As fezes pdem apresntar-se líquidas, esverdeadas, grumosas ou com pus ou sangue. Se a diarréia é acompanhada de febre, é provocada por infecç~so, deoigem intestinal ou de algum outro ogão, como garganta ou ouvido.

 Gealmente quando não companhada de febre, deve-se a problemas alimentares. Nos dois casos, o médico deve ser consultado.

 

7. PRISÃO DE VENTRE: é caracterizada por evacuações escassasde fezes ndurecidas. No bebê, a ausência de fezes po um ou dois dias, pode não significar diarréia, se as fezes forem pastosas e homogêneas. S houver porém dificuldade em expulsão e elas s apresentarem em forma de bolinhas, há prisão de ventre.

 

8. DOR DE OUVIDO: a dor de ouvido deve ser tratada imediatamente, pois a infecção pode tornar-se grave, a ponto de exigir interveção cirúrgica. Para prevenir a dor de ouvido, evite a entrada de água durante o banho e se não for possível enxugar bem com a ponta de uma toalha. Proteger a cabecinha do bebê com touca, uando exposto ao vento ou frio.

 

9. GRIPES E RESFRIADOS: o resfriado é provocado por um virus que irrita a mucosa nasal. É adquirido pr cotágio, pelafala, tosse e espirro, que contaminam o ar, ou através do uso, por pessoas sadia, de utens´lios usados por pessoas doentes, como prats, xíaras, copos e talheres.

   O refriado pode provoca dor de gaganta, tosse, coriza eobstrução nasal, lacrimejamento. Geralmente, o resfriado é companhado de masl estar, cansaço, falta de apetite. O refriado pode acarretar febre e provoar complicações como otites, bronquites e até mesmo pneumonia.

 Muitas vezes os resfriados não são provocados por virus esim po alergia a certas coisas, como umidade, veto, talco, lã,etc.. esse caso é necessário descobrir o fator alérgen para evitar que a criança se exponha a ele.

 A gripe e o resfriado são muito semelhantes, embora a gripe seja mais grave. No caso de haver alguém em casa com resfriado ou gripe, deve-se evitar que o bebê fique pr´ximo a pessoa doente. Se a mãe é a pessoa gripada ou resfriada, não poderá afastar-se do bebê, principlmente se estiver amamentando. Nesse caso, deve usa uma máscara, lavar rigoosamente s mãos e colocar umaventallimpo antes de pegar  bebê.

 

10. BRONQUITE: a bronquite é uma infecção cmum nas crianças, mas nem porisso deve ser descidada, principalmente em bebês de meos de 6 meses, quand pode agravar-se facilmente. É uma inflamação da memblama mucosa, que forra os brônquios, provocando secreções(catarro) e tosse. A tosse é a forma pela qual ooranismo procura eliminar o catarro. Geralmente a bronquite leva mais tempo para ser curada que o resfriado ou a gripe.

 Há certos fatores que podem predispor um bebê às bronquites, e que deem ser evitados:

 a) manter as cranças muito agasalhadas em ambientes fechados;

b) deficiênci de agasalho, como o excess,pode predispor a criança;

c) distibuição imperfeita dos agasalhos, dificultando a ação dos mecanismos reguladores do organismo;

d) doenças que obriguam as crianças a respirarpela boca: fenda palatina e adenóides;

e) susceptibilidade alérgica, que pode provocarbronquite asmática.

 

IMUNIZAÇÃO:  VACINAS

 

   Há  várias doenças que modernamente podem ser evitadas pela aplicação de vacinas." G.E.D.D.E.C.

 

publicado por walmacdi às 18:36
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


.posts recentes

. ALIMENTAÇÃO DO BEBÊ: MING...

. O BANHO DO BEBÊ, ASSADURA...

. AMAMENTAR

. CUIDADOS COM O SEU BEBÊ

.arquivos

. Setembro 2009

.favorito

. ESPERANÇA

blogs SAPO

.subscrever feeds